5 técnicas comprovadas de iluminação para deixar o quarto de bebê bem aconchegante

A iluminação do quarto do bebê merece toda a atenção dos pais. Esse detalhe não servirá apenas como item estético para o quartinho.  É claro que uma boa iluminação valoriza muito a decoração do ambiente. Mas, ela também pode ajudar a estabilizar o sono do bebê à noite, na rotina da amamentação e a garantir um descanso tranquilo.

Fonte: Ideias Decor

Como mães, uma das coisas que mais queremos é acalmar nossos bebês quando eles choram, e garantir uma boa noite de sono, não é mesmo? Afinal, eu sei muito bem, que se o bebê dorme bem, a mãe também consegue descansar e renovar suas forças para o dia seguinte. Por isso, a iluminação merece um cuidado especial.

Para te ajudar a entender ainda mais sobre o tema, preparei esse artigo. Ao longo do post você vai conferir cinco dicas de iluminação para criar o ambiente ideal para o seu bebê. Leia até o fim para saber mais.

Iluminação para o quarto do bebê – dica 1: dê preferência para iluminação indireta

Essa é a primeira dica de iluminação para o quarto do seu bebê. Deixe o quarto com uma luz suave, dando preferência para a iluminação indireta. Se você não sabe o que é isso, posso explicar melhor: a iluminação indireta, é quando você só vê onde a luz incide, e não o ponto de onde a luz vem, ou seja, você só enxerga o efeito e não a lâmpada em si.

Para isso, uma dica legal, é optar por fazer forro de gesso. Ele é ótimo para produzir esse efeito, através de sancas, cortineiros, rasgos, etc.

Outra dica bacana, é usar fitas de led atrás de painéis, quadros, prateleiras, fazendo com que a luz rebata para a parede, como por exemplo no projeto abaixo.

Projeto: Marília Zimmermann

A luz indireta vai iluminar o ambiente de uma forma mais suave e aconchegante.

A luminária central do quarto também pode ser de um modelo que forneça luz indireta. Desta forma, o bebê não sofrerá com o ofuscamento quando olhar para cima. Normalmente ela possui um design que permite que a luz reflita na superfície do teto e depois se amplia por todo o ambiente.

Mas então o ideal é usar apenas iluminação indireta?

A resposta é não. Você pode muito bem utilizar no quartinho do bebê, as duas formas de iluminação: direta e indireta.

A iluminação direta é muito boa para quando se deseja evidenciar algo bem específico. No caso do quarto de bebê, você pode dar atenção aos locais que mais precisam de luz, como a poltrona de amamentação e o trocador. Para isso, você pode usar abajures e luminárias que direcionem sua luz para esses locais.

Iluminação para o quarto do bebê – dica 2: utilize dimmers

Se você não sabe, os dimmers são dispositivos que permitem que você regule a intensidade da luz. Eles são ótimos para deixar a iluminação do ambiente bem fraquinha, quando você não quer acordar o bebê, ou quando ele estiver adormecendo, e com isso garantir mais praticidade, além de deixar o quarto acolhedor.

Para isso, é necessário acoplar um dimmer ao interruptor que o quarto tem. Você só precisa tomar cuidado, verificando as lâmpadas que serão utilizadas na luminária que você vai dimmerizar (normalmente a luminária central do quarto). Isso porque, não são todas as lâmpadas que permitem que essa regulagem seja feita. Não é possível, por exemplo, utilizar dimmers em: lâmpadas fluorescentes; lâmpadas dicroicas com transformadores eletrônicos; a maioria das lâmpadas de led, etc. Então sempre verifique nas embalagens das lâmpadas se é possível ou não dimmerizar.

Você pode ajustar a luz de acordo com o momento, como quando for trocar as fraldas, amamentar ou apenas verificar o sono do seu bebê. Não deixe de conversar com o vendedor para escolher uma lâmpada que permita essa função na hora da compra.

Se quiser saber mais detalhes, de como funciona e como fazer a instalação do dimmer, confira aqui.

Iluminação para o quarto do bebê – dica 3: use lâmpadas com cores quentes

Você sabia que uma fonte de luz pode ter diferentes tonalidades de cores? O termo usado para descrever a aparência de cor é: “temperatura de cor”. Ela indica quanto mais avermelhada ou azulada é a luz. É medida em Kelvin (K).

Isso não tem nada a ver com a potência da lâmpada, e somente com a sua aparência. Quanto mais amarelada, mais “quente” é a luz. E quanto mais azulada, mais “fria” a luz.

Para quartos, dormitórios e áreas de descanso é recomendado utilizar uma temperatura de cor mais baixa, em torno de 2.700K, ou seja, mais amarelada, mais quente. Pois ela causa um efeito de relaxamento. E deixa o ambiente muito mais aconchegante, quando comparado com uma luz totalmente branca.

Então, nada de colocar aquela luz fria no quarto do bebê, hein?

Prefira também as lâmpadas de LED. Elas são mais econômicas, não esquentam e terão uma vida útil maior.

Iluminação para o quarto do bebê – dica 4: aposte em elementos que deixem o ambiente agradável

Aposte em abajures, arandelas, luminárias, fitas de LED, cordões de luz que tragam destaque ao ambiente e proporcionem uma iluminação suave e agradável. Você pode coloca-los perto da poltrona de amamentação ou do trocador.

Fonte: Pinterest

Se você procurar bem, com certeza vai encontrar vários modelos lindos à disposição em diferentes lojas, que podem se adaptar facilmente com a decoração planejada para o quartinho.

Iluminação para o quarto do bebê – dica 5: coloque persianas para proteger o ambiente dos raios solares

Além das luminárias, e de toda a iluminação artificial, também devemos pensar na iluminação natural do ambiente. Sabemos que o sol é fundamental para a saúde e para o bom funcionamento do corpo das pessoas, incluindo os bebês. O sol melhora a absorção do cálcio e fortalece os ossos. Por isso, todo quarto precisa de iluminação natural.

Mas, ambas devem ser usadas com moderação. Há momentos específicos para as duas e é preciso ter cuidado para que a iluminação não traga desconforto para o seu neném.

As persianas são muito importantes para controlar a claridade exagerada que entra pela janela, além de proteger o quarto contra os nocivos raios solares. Isso porque, a luz do sol não deve ficar sobre o bebê por muito tempo. Apenas durante o tempo necessário para trazer benefícios para a saúde.

Projeto: Daniele Okuhara

Também é importante não deixar o quarto sempre escuro, mesmo durante as sonecas, para que o bebê consiga diferenciar a noite do dia.

Confira neste post, as minhas dicas de como escolher a melhor persiana para um quarto de bebê.

Agora você sabe qual deve ser a iluminação correta para o quarto do bebê. Siga nossas dicas para criar um ambiente confortável e acolhedor para o seu neném. Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *