O que toda grávida precisa saber antes de comprar os móveis do quarto do bebê

Você sabe o que realmente precisa ter num quarto de bebê? Eu também já tive essa dúvida!

Provavelmente, você, (assim como eu já sonhei), quer um quarto bem bonito para o seu filho(a). Porém, você também precisa pensar que o ambiente precisa ser seguro, confortável e aconchegante.

Afinal, ainda na barriga da mãe, o bebê já começa a criar vínculos. É importante que esse vínculo não seja quebrado após o nascimento. Por isso, o quarto do bebê precisa ser um local gostoso e convidativo. Mas, quais são os itens fundamentais que todo quarto de bebê precisa ter?

Você sabe?

Se está em dúvida, precisa continuar lendo esse artigo. Nele vou salientar quatro itens essenciais para o quarto do seu bebê.

Vale ressaltar que você precisa ser realista com o espaço que tem. Lembre-se que o bebê precisa ficar em um local arejado e calmo. Se for um espaço pequeno, nem sempre será possível colocar tudo no quartinho.

Então vamos saber quais são os itens necessários? Continue acompanhando para descobrir. Boa leitura!

O que precisa ter num quarto de bebê – item 1: berço

Para os primeiros dias, o berço pode não ser tão essencial. Muitas vezes, a família decide manter o bebê no quarto dos pais. Ele pode dormir no carrinho, num cesto, moisés, ou até mesmo com você na cama (mas cuidado! Pode ser perigoso!)

Durante o dia, normalmente, o bebê ficará muito tempo no seu colo, deitadinho na almofada de amamentação, ou até mesmo no sofá. É um tempo de descobertas, adaptações e cá entre nós, a gente não quer ficar longe do nosso bebezinho.

E durante à noite, para que a mamãe não precise caminhar até o quartinho o tempo todo para amamentar, muitas vezes a opção é por deixar o bebê dormindo mais próximo.

Além disso, bate uma certa insegurança, e até um medo, de que aconteça algo com o bebê durante a madrugada. Por isso, a preferência em deixá-lo dormindo no mesmo quarto para escutar qualquer gemido.

Mas, com o passar dos dias, o berço é muito importante.

Projeto: Valentina Leta

Até que o bebê mude para uma cama de verdade, ele deverá ficar, pelo menos, dois anos no berço.

É importante que o berço siga os padrões de segurança do Inmetro para que o seu filho não corra nenhum risco.

Aqui vão algumas recomendações importantes para que você possa comprar o berço ideal para o seu filho:

  • A distância entre as grades deve ser de, no mínimo, 4.5cm e de, no máximo, 6.5cm. Dessa forma, não terá perigo da cabeça, braços ou ombros ficarem presos.
  • Caso o berço tenha rodinhas móveis, é importante que, pelo menos, duas delas tenham travas ou sejam fixas.
  • O espaço que há entre o estrado e a lateral do berço não deve passar de 2.5cm. Já o espaço entre as ripas do estrado não deve passar de 6cm.
  • Caso alguma parte do berço seja feita de tela, os buracos precisam ter, no máximo, 7mm. Assim não corre o risco de os dedinhos do bebê passarem por esses buraquinhos.

Quando for comprar, pergunte também se o berço já vem com o colchão. Esse precisa ser firme e com densidade apropriada para crianças pequenas.

O que precisa ter num quarto de bebê – item 2: cômoda 

Você consegue imaginar que até o seu filho fazer um ano, você terá trocado mais de duas mil fraldas sujas? Aposto que não! Rsrsrs…. Por isso, você precisa de um espaço adequado para isso.

A cômoda vai servir para guardar muitas roupinhas do seu bebê, mas também servirá como trocador.

Projeto: Gabriela Marques

Você pode até pensar em trocar a fralda na sua cama. Mas, com o passar do tempo, pode ser que você comece a sentir dor nas costas. Não é nada confortável. Por isso, as cômodas são essenciais para essa função.

Isso porque, as cômodas são maiores e mais altas. Normalmente elas têm cerca de 90 a 92cm de altura, que é medida ideal, ergonomicamente falando, para que você possa trocar a fralda sem precisar curvar muito a coluna.

Além disso, você terá espaço para trocar as fraldas e ainda para colocar todos os acessórios necessários, como por exemplo: a almofada e o kit higiene, ou bandeja com: água, algodão, lenços umedecidos, cotonetes.

É importante que a cômoda seja sólida e firme. Assim, quando o bebê começar a engatinhar e se apoiar na cômoda, não haverá perigo dela virar por cima dele.

O ideal é que a área de apoio desse trocador tenha entre 80 a 120cm. E lembre-se de que não é bom que fique num local muito exprimido, porque depois de alguns meses, o bebê já estará querendo rolar e pegar tudo que vê à frente.

Em relação as gavetas da cômoda, elas são muito úteis para o armazenamento das roupinhas. Acaba sendo bem mais prático para visualizar o que tem dentro. Não precisa empilhar as roupinhas (como acontece no armário), e isso torna a organização mais fácil.

O que precisa ter num quarto de bebê – item 3: poltrona de amamentação

Esse item é um pouco polêmico. Tem gente que garante que não é necessário. Mas eu usei e muuuito!

Por ser um item volumoso, se não couber no quarto, a poltrona também pode ficar em outro ambiente da casa, como na sala por exemplo. Mas, neste caso, não tem a vantagem de ficar próximo ao berço, principalmente de madrugada, para colocar o bebê assim que adormecer depois da mamada.

Normalmente, a poltrona de amamentação conta com um sistema de balanço. Assim, você pode dar de mamar para o seu bebê e depois ficar balançando até ele pegar no sono. Essas cadeiras são bem seguras, uma vez que possuem uma base arredondada.

Fonte: Site Quarto para Bebê

Quando for comprar uma poltrona de amamentação, verifique a altura das costas e do apoio dos braços. Eles são muito importantes, pois posso te garantir que cansa segurar um bebezinho por muito tempo!

Assim você vai ter certeza que ficará confortável na hora da amamentação. E sem dores nas costas ou tensão nos ombros.

Com certeza você não vai dar de mamar todas as vezes na poltrona. Durante o dia, pode preferir variar com o sofá, ou outras cadeiras. Porém, a poltrona de amamentação foi feita para isso, e portanto, será sempre o lugar mais confortável.

Também escolha uma poltrona com um tecido fácil de limpar. Pode ser o couro ecológico ou sintético. Lembre-se: é um bebê. A sujeira será parte da sua rotina.

E depois, quando o bebê crescer, a poltrona também poderá ser utilizada para que você possa contar historinhas e livros para a criança no seu colo.

Outra dica, é escolher em uma cor neutra. Assim, quando você não precisar mais da poltrona para amamentar, poderá colocá-la na sala para se sentar.

O que precisa ter num quarto de bebê – item 4: guarda-roupas

O guarda-roupas é um item muito importante, porém entre todos é o menos essencial, no meu ponto de vista. Se tiver um quarto muito pequeno, pode ser que não caiba. Ele serve para pendurar as roupinhas do bebê nos cabides, como casaquinhos e vestidinhos, e também para guardar itens maiores.

Você pode adaptar um armário que já tenha em casa. E caso providencie um novo, feito sob medida, o ideal é sempre planejá-lo de uma forma que possa ser usado também no futuro, quando o bebê estiver maior. Poderá fazê-lo com prateleiras removíveis e cabideiros que possam aumentar na altura.

Muitas vezes, esse armário também poderá ser compartilhado, para guardar coisas da casa ou até mesmo as roupas dos pais. Hoje em dia, com esses apartamentos compactos, cada espaço livre deve ser muito bem aproveitado.

Projeto: Dani Bastos

Escolha uma cor neutra para que você possa usar o guarda-roupas mesmo depois que o seu bebê já estiver maior. Assim você economiza e não vai precisar reformular o quarto inteiro.

item 5: Cama auxiliar

A cama auxiliar é um item opcional. A necessidade vai variar de família a família. E também conforme o espaço disponível, pois é um móvel de grandes dimensões.

Projeto: Flávio Moura

A cama poderá ser usada para quem contratar uma babá, por uma avó que veio para ajudar, ou mesmo pela mãe. Pode ajudar bastante nos primeiros meses do bebê, que são extremamente cansativos. Ou quando ele estiver doentinho, e acordar muitas vezes durante à noite.

Para quem já é mãe, assim como eu, sabe que vai haver noites, que o bebê vai acordar de hora em hora, ou só quer a presença da mãe, e não dorme se ela estiver longe. E a nossa paciência às vezes tem limite, e é aí que muitas vezes pegamos o bebê e levamos para nossa cama.

Mas, essa atitude (na minha opinião) pode não ser a melhor solução. Pode acostumar rapidinho o bebê, que a partir daí só vai querer compartilhar a cama dos pais, pode prejudicar o sono (e o casamento) do casal, entre outras desvantagens. Então, acabamos descobrindo que a cama auxiliar pode ser muito útil.

E se eu decidir pela cama auxiliar, mas o quarto for pequeno e não tiver espaço?

Uma solução (talvez não seja a mais bonita) seria o berço multifuncional ou móvel 3 em 1: cômoda / trocador, berço e cama auxiliar (que fica embutida embaixo, como uma bicama, o que é ideal, porque não vai ficar montada o tempo todo; só quando você realmente precisar). E no futuro, ainda pode virar uma cama com criado. Veja um exemplo na foto abaixo:

Fonte: madeira madeira

 

 

 

 

 

 

Agora você sabe o que precisa ter num quarto de bebê. Siga minhas dicas e organize tudo com carinho e cuidado. Tenho certeza que o seu bebê vai sentir todo amor que o espera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *